segunda-feira, 23 de julho de 2007

Africa do Sul - Kruger Park - A caminho do "Skukuza Camp" (2)


Saimos de madrugada rumo a "Skukuza", o maior acampamento do Kruger. A esta hora da manhã, a luz é suave e no ar paira uma neblina que começa a ser atravessada pelos primeiros raios de sol. O capim em volta ainda está orvalhado, dando um aspecto de falso fresco às gramíneas e ciperáceas que, já secas e amareladas, cobrem a savana que nos rodeia. Surgem vultos nas bermas da estrada: zebras, girafas, kudus, impalas. Seguem todos em marcha lenta, mas direccionada. Ignoram os carros. Esta é a hora do grande êxodo, a hora em que todos caminham em direcção à represa "Mtshawu".
A represa "Mtshawu", é um enorme lago artificial perto da S3 - a estrada de terra batida que sai de Pretoriuskop, denominada "Albasini Road", em homenagem ao primeiro colono, o português João Albasini -.A administração do Kruger promoveu a construção de poços e represas por todo o Parque, de modo a que, nos meses de seca, os animais não tenham que percorrer grandes distâncias à procura de água. Estipulou-se que, pelo menos, de 5 em 5 Km seriam construídos pontos de água. Circunscrevem-se, deste modo, habitats naturais e racionalizam-se territórios, permitindo uma melhor distribuição das espécies por Km2.Estamos em Julho, no auge da estação seca. Por esta altura do ano, já era habitual o caudal do rio Mtshawu - um dos afluentes do Rio Sabie - se encontrar completamente seco. Contudo, a represa transformou uma zona que, certamente, estaria por esta altura do ano completamente desertificada, num verdadeiro nicho de vida. Logo pela manhã, enormes manadas dirigem-se para o imenso lago e por aqui ficam até preferirem a sombra, quando o sol aperta. Quanto a nós, resta-nos estacionar o carro na margem, desligar o motor, pegar nos binóculos e nas máquinas fotográficas e ficar por aqui, calmamente, a ouvir os passarinhos que poisam por perto, as águias pesqueiras que nos sobrevoam, e ficar. Ficar, simplesmente, a observar as centenas de animais lindíssimos que até aqui vêm beber água e que por aqui ficam a descansar. Os "Waterbucks" são da família dos antílopes. Partilham o seu habitat com outros herbívoros, como as impalas, os "Redbuck" ou os "Kudus". O macho atinge 1,70m e a fêmea 1,30m. São facilmente reconhecíveis pelo anel branco que apresentam à volta da cauda. O seu nome provém de uma particularidade: quando perseguidos, procuram refúgio dentro de água emitindo um odor insuportável que afugenta os predadores. Vivem em pequenos grupos, em zonas de erva média/alta e em pequenas elevações de terreno, perto dos cursos de água.
"Waterbuck" macho"Waterbuck" fêmea
Fotogr: CRV

2 comentários:

Olga disse...

Hi TI :) It is good to be back to your blog! And while I hope that you are having good and relaxing time on your vacation right now I just wanted to tell you that what you do with your blog is precious both for you and your family as a record real things which happened to you and something to come back to. And the pictures - they are just amazing...! I also have some doubts from time to time as to what i write about, whether it is interesting, well written - whether anyone cares. But there are also other times when I truly enjoy doing it and it gives me some great satisfaction.. So please don't get discouraged and continue your interesting story! It carries so much useful and interesting information - much more useful and practical than the things I show on my blog - I have a lot to learn from you. Hugs and greetings from Arek.
PS. The pets got two more shots today - one each and the vet took some skin samples. We need to wait for results for 2 weeks. Meanwhile they seem to be a little better and happier again! thanks for asking :)

Viagens pelo Mundo disse...

Hi Olga,
Thanks so much for your words of encouregment. There are times we really just don't know if anyone reads us or if what we are posting is interesting enough to deserve a reader. It's nice to have your feed back because it's obviously a great encouregment. I guess these doubts may happen with everyone who has a blog, once in a while. Actually last two weeks were very busy because I work with tight dead lines and I couldn't leave for holidays without finishing those things, so I had no time left to write on my blog and I was extremely tired. I believe that after coming back there'll be time enough to return to my story because I still have some tips about those places.Once again Olga, congratulations for your blog it's on a crescendo of beauty and colour. As I told you before you are getting my full attention on each post. I'm glad your little friends are better. A big hug and see you on the 26th. TI